Papa estaria ansioso por visitar Irlanda do Norte, diz arcebispo

quinta-feira, 18 de outubro de 2007 22:27 BRST
 

DUBLIN (Reuters) - A decisão do papa Bento 16 de elevar o arcebispo Sean Brady à condição de cardeal seria um sinal de que o pontífice está interessado em visitar a Irlanda do Norte, disse na quinta-feira o arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin.

O papa nomeou na quarta-feira 23 novos cardeais católicos, entre eles Sean Brady, que é arcebispo de Armagh, na Irlanda do Norte, e primaz de toda a Irlanda.

"Vejo a nomeação dele também como sinal do interesse do papa Bento 16 em vir para a Irlanda do Norte, mesmo que não no futuro imediato", disse Martin no texto de um discurso proferido na Universidade de Nova York.

O predecessor de Bento, João Paulo 2o, visitou a República da Irlanda em 1979 mas não foi à Irlanda do Norte, devido ao nível das tensões sectárias na época.

Em maio deste ano, políticos católicos e protestantes, que durante décadas foram arquiinimigos, ingressaram num governo de partilha do poder na Irlanda do Norte, marcando o início da estabilidade política numa província marcada por anos de violência.

Martin disse que tal visita do papa teria "um significado simbólico de pôr fim a uma era em nossa história e marcar a abertura para algo novo, Norte e Sul".

A imprensa irlandesa já publicou no passado que uma visita do papa à Irlanda do Norte poderia ser feita em conjunto com uma visita da rainha Elizabeth, de modo a agradar tanto aos nacionalistas, em sua maioria católicos, que defendem a união da Irlanda do Norte com a Irlanda, quanto os protestantes, favoráveis à Grã-Bretanha.

Sean Brady disse na quarta-feira que é a primeira vez na história que a Irlanda terá três cardeais.