PETROBRAS pode se financiar para explorar pré-sal, diz executivo

quinta-feira, 21 de agosto de 2008 15:05 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 21 de agosto (Reuters) - Escassez de recursos não seria empecilho caso a Petrobras (PETR4.SA: Cotações) fosse mantida como detentora dos direitos de exploração de petróleo na camada pré-sal, afirmou o gerente de renda variável da companhia, Hélder Luis Paes Moreira Leite.

"Até aqui temos tido capacidade para financiar todos os nossos projetos. E não acredito que isso seria um problema", disse Moreira Leite a jornalistas nesta quinta-feira.

Segundo ele, diversos investidores têm consultado a empresa, curiosos sobre os possíveis impactos de um novo aparato regulatório para o setor, que está sendo discutido no âmbito do governo federal, controlador da Petrobras.

Moreira Leite disse que a empresa segue monitorando oportunidades para captação de recursos no mercado de capitais, mas evitou detalhar se uma possível emissão pode acontecer ainda em 2008.

Na semana passada, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse que a empresa teria recursos suficientes para explorar as áreas que já conhece do pré-sal --um campo em águas rasas em Jubarte, no Espírito Santo, e sete campos na bacia de Santos-- mas que não saberia dizer sobre as áreas que ainda eram desconhecidas.

Descoberta pela Petrobras e parceiros em 2007, a chamada área pré-sal se estende por 800 quilômetros do Espírito Santo a Santa Catarina e pode conter bilhões de barris de óleo de alta qualidade.

No único campo cuja reserva é conhecida, o de Tupi, na bacia de Santos, a estimativa gira entre 5 e 8 bilhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás), metade das reservas atuais da companhia. Segundo uma fonte da Petrobras, somente para desenvolver este campo seriam necessários 200 bilhões de dólares.

(Reportagem de Aluisio Alves; Edição de Denise Luna)