Rice manda pôr câmeras em comboios da Blackwater

sexta-feira, 5 de outubro de 2007 17:02 BRT
 

Por Sue Pleming

WASHINGTON (Reuters) - A secretária norte-americana de Estado, Condoleezza Rice, determinou na sexta-feira controles mais rígidos sobre a empresa de segurança Blackwater, o que inclui a colocação de câmeras em seus comboios no Iraque, em consequência do tiroteio do mês passado que deixou 11 mortos.

O porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack, disse que dezenas de agentes de segurança diplomática serão enviados ao Iraque para acompanhar cada comboio escoltado pela Blackwater.

A empresa, que dá proteção a diplomatas dos EUA em Bagdá, sofreu duras críticas no Congresso dos EUA e está sob investigação por causa do incidente de 16 de setembro.

"(As medidas) não servem para sinalizar que a revisão ou a investigação do incidente esteja rumando para qualquer direção em particular", disse McCormack, acrescentando que a Triple Canopy e a DynCorp, outras duas importantes empresas norte-americanas de segurança atuando no Iraque, não estarão sujeitas às novas condições.

Rice tomou a decisão após receber um relatório de uma comissão especial que ela enviou a Bagdá no fim de semana para examinar o incidente e rever as regras gerais para as empresas de segurança que prestam serviço para os EUA no Iraque.

McCormack disse que a comissão, chefiada por Patrick Kennedy, funcionário do Departamento, deve fazer mais recomendações em breve.

O porta-voz disse que agentes especiais vão começar imediatamente a acompanhar os seguranças da Blackwater em comboios diplomáticos para fora da Zona Verde (área protegida de Bagdá, onde fica a embaixada dos EUA).