Hezbollah vaza exercício militar à imprensa para mostrar força

segunda-feira, 5 de novembro de 2007 14:31 BRST
 

BEIRUTE (Reuters) - O Hezbollah conduziu no fim de semana manobras militares de grande porte no sul do Líbano, em uma rara demonstração de força que visa evitar que Israel repita a ofensiva de 2006 contra o grupo, disseram fontes políticas e de segurança.

Dois jornais pró-Hezbollah afirmaram nesta segunda-feira que o grupo muçulmano xiita realizou as manobras sob supervisão direta do líder Sayyed Hassan Nasrallah. Fontes oficiais confirmaram as manobras, mas não a escala citada pelos jornais.

Segundo as publicações, milhares de guerrilheiros desarmados participaram dos exercícios, na área de operação dos soldados de paz da ONU, perto da fronteira com Israel. O governo libanês afirmou que foram apenas "simulações no papel".

O Hezbollah, apoiado pela Síria e pelo Irã, não fez comentários, mas sua TV Al Manar citou as reportagens em seu noticiário. De acordo com uma fonte política, só o fato de os exercícios terem vazado para a imprensa indica uma mudança de estratégia do grupo.

"Ao analisar a guerra do ano passado, o Hezbollah chegou à conclusão de que foi um erro ampliar seus recursos sob segredo total", disse a fonte. "Os israelenses não sabiam da força do Hezbollah e foram à guerra, achando que iam arrasar o grupo em uns poucos dias."

A guerra, de 34 dias, matou cerca de 1.200 pessoas no Líbano, a maioria civis, e 160 em Israel, principalmente soldados.

"O que aconteceu não passou de um exercício de simulação interno que nunca chegou a ser traduzido em ação", disse o premiê libanês, Fouad Siniora, a repórteres sobre os exercícios.