Multidão saúda volta de ex-premiê Benazir Bhutto ao Paquistão

quinta-feira, 18 de outubro de 2007 10:46 BRST
 

Por Zeeshan Haider

KARACHI (Reuters) - A ex-primeira-ministra paquistanesa Benazir Bhutto desembarcou nesta quinta-feira em Karachi, onde foi recebida por mais de 100 mil simpatizantes nas ruas, encerrando assim oito anos de auto-exílio.

"Sou grata a Deus, estou muito feliz por estar de volta ao meu país, e estava sonhando com este dia", disse Bhutto, soluçando, à Reuters, ao desembarcar proveniente de Dubai, em um avião da empresa Emirates.

Bhutto voltou para dirigir o seu Partido do Povo do Paquistão nas próximas eleições do país, que marcam a volta do regime civil.

Durante anos, Bhutto prometeu só voltar ao Paquistão para encerrar a ditadura militar, embora ela regresse como potencial aliada do general-presidente Pervez Musharraf, o comandante militar que assumiu o poder por meio de um golpe em 1999.

Antes de se despedir das duas filhas e do marido em Dubai, Bhutto disse que o Paquistão se encontra em uma encruzilhada entre democracia e ditadura.

Musharraf atravessa seu período de maior fragilidade política, e há forte especulação de que ele acabará dividindo o poder com Bhutto após as eleições nacionais marcadas para o começo de janeiro.

"Agora que o povo deu seu veredicto, é necessário que as eleições sejam livres e justas", disse Bhutto a jornalistas no aeroporto de Karachi.

Vestindo um shalwar kameez (conjunto de túnica e calças) na cor verde e com a cabeça coberta por um lenço branco, ela beijou o livro sagrado do Islã, o Corão, antes de pisar na pista do aeroporto, onde centenas de seguranças armados faziam a vigilância.   Continuação...