Homem faz reféns em comitê de Hillary em New Hampshire

sexta-feira, 30 de novembro de 2007 19:31 BRST
 

Por Roger Wood

ROCHESTER, Estados Unidos (Reuters) - Um homem que diz ter uma bomba atada ao peito fez vários reféns na sexta-feira num comitê de campanha da pré-candidata democrata à Presidência dos EUA Hillary Clinton em Rochester, Estado de New Hampshire.

Dois dos reféns já foram libertados em meio a um impasse com a polícia. Ainda não está claro se há reféns no escritório de campanha e a polícia ainda cerca o prédio.

Testemunhas no local disseram que uma mulher, descrita como uma das reféns e que disse ser uma voluntária de campanha, saiu do prédio e foi levada em segurança.

A emissora local WMUR informou que um segundo refém foi libertado, mas ainda não está claro se há pessoas reféns.

Hillary, que não estava no local, cancelou um discurso que faria à tarde em Virginia ao saber do incidente, segundo fontes do Partido Democrata.

"Há uma situação em andamento em nosso escritório em Rochester, New Hampshire. Estamos em contato com autoridades locais e estaduais", disse um comunicado da campanha de Hillary. O esquadrão anti-bomba da polícia de New Hampshire cercou e esvaziou a região. Segundo o site da campanha de Hillary, Rochester está localizada a 120,7 quilômetros de Boston e abriga um dos 16 escritórios da campanha da ex-primeira-dama no Estado

"Uma jovem com um bebê de 6 ou 8 meses entrou correndo na loja, aos prantos, e disse: 'Vocês precisam ligar para 911 (telefone de emergência). Um homem acabou de entrar no escritório de Clinton, abriu seu casaco e nos mostrou uma bomba presa no seu peito com fita isolante", disse a testemunha Lettie Tzizik a uma TV local.

Hillary e o senador Barack Obama estão na frente da corrida pela indicação democrata à candidatura presidencial em 2008. New Hampshire abriga a primeira primária do país em janeiro, o que traz atenção especial dos pré-candidatos para o Estado.   Continuação...