João Henrique e Pinheiro exploram Lula;ACM Neto mostra currículo

quarta-feira, 1 de outubro de 2008 22:40 BRT
 

SALVADOR, 1o de outubro (Reuters) - Os candidatos à prefeitura de Salvador deixaram os ataques de lado e aproveitaram o último programa eleitoral gratuito para agradecer aos eleitores e convidá-los a comparecer às urnas no próximo domingo.

O prefeito João Henrique (PMDB), que tenta a reeleição, pediu um novo mandato aos eleitores e exibiu depoimento do ministro da Integração Regional, Geddel Vieira Lima.

"Quatro anos não foram suficientes para fazer tudo aquilo que não foi feito durante décadas. Quero continuar para fazer muito mais pela população mais necessitada de nossa cidade", afirmou.

João Henrique agradeceu o apoio dos eleitores que estiveram a seu lado "apesar de todas as dificuldades criadas pelos adversários" e citou a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira que o coloca à frente de ACM Neto (DEM), com 25 por cento das intenções de voto.

O ministro Geddel Vieira Lima garantiu que não se arrepende de ter votado em João Henrique em 2004. "Tenho certeza de que todos aqueles o elegeram naquela época também estão satisfeitos. Com João, estamos trazendo novos recursos do governo federal para Salvador", disse o ministro.

Em seguida, foram exibidas notícias de jornais garantindo que "Lula apóia João Henrique", mas sem imagens do presidente.

Walter Pinheiro abriu seu último programa do primeiro turno com o filme que o presidente Lula gravou para os candidatos do PT, sem citá-los nominalmente.

Exibiu ainda depoimentos de populares e falou novamente sobre suas propostas. "Salvador precisa de um prefeito que trabalhe lado a lado com Jaques Wagner e com o presidente Lula", enfatizou as parcerias.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, apareceu em novo depoimento de apoio ao candidato petista. "Volto a dizer que meu voto de coração é Pinheiro", afirmou.   Continuação...