ANÁLISE - Obama é capa de mais uma revista - quantas mais?

sexta-feira, 22 de agosto de 2008 17:38 BRT
 

Por Claudia Parsons

NOVA YORK (Reuters) - Mais uma semana termina, e mais uma revista deu capa para o candidato democrata Barack Obama. É a sétima vez que a Time faz isso neste ano, contra apenas duas capas para o republicano John McCain.

A decisão editorial do semanário provocou reações indignadas entre blogueiros. "A revista Time mais uma vez colocou o Obamessias na sua capa", ironizou o site NewsBusters, que se dedica a "expor e combater a tendência liberal da mídia".

Um recente livro dos editores da revista Slate cunhou o termo "Baracksploração", sinônimo da "prática entre editores de colocar só Barack Obama na capa das suas revistas".

Obama e sua família já haviam sido capa da People neste mês. Ele também apareceu na capa das revistas GQ, Vanity Fair, Men's Vogue e Rolling Stone (inclusive a edição brasileira), entre outras.

Estudos confirmam que Obama recebe mais cobertura da imprensa do que McCain, mas as pesquisas indicam uma disputa cada vez mais acirrada. É que, segundo os analistas, nem sempre vale a idéia de que qualquer publicidade é boa.

"Dados das pesquisas estão começando a identificar o que algumas pessoas chamam de canseira de Obama", disse Tom Resenstiel, diretor do Projeto para a Excelência do Jornalismo do Pew Research Center.

Obama desperta enorme interesse da mídia -- não só nos cadernos de política -- pela possibilidade de se tornar o primeiro presidente negro dos EUA. Mas agora o eleitorado quer saber das suas propostas.

"Ele pode ter depositado demais a sua campanha sobre sua biografia", disse Rosenstiel. "Isso não lhe leva muito longe numa eleição geral. A cobertura pode ser demais a respeito de Obama e não o suficiente para a causa de Obama, a respeito das idéias dele".   Continuação...