Após Doha, Brasil e Argentina tentam aparar arestas

segunda-feira, 4 de agosto de 2008 11:36 BRT
 

Por César Illiano

BUENOS AIRES (Reuters) - Os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Cristina Kirchner se reúnem na segunda-feira em Buenos Aires para tentar aparar as arestas surgidas durante as recentes negociações na Organização Mundial do Comércio.

Lula tomou café-da-manhã com uma comitiva de mais de 250 empresários que o acompanham, e depois partiu para um hotel onde, junto com Cristina, vai inaugurar um seminário empresarial binacional.

Em seguida, ele fará uma reunião oficial com a colega na Casa Rosada, como parte de um mecanismo regular de revisão da relação bilateral criado por ambos.

O Brasil tentou até o último instante que a fracassada Rodada de Doha da OMC culminasse com um acordo que abriria o setor industrial dos países menos desenvolvidos.

Mas a Argentina rejeitou tal opção, por considerar limitada a contrapartida que era oferecida pelos países ricos na abertura de seus mercados agropecuários.

"É verdade, tivemos posturas diferentes entre Argentina e Brasil", disse Cristina em entrevista coletiva no sábado, quando afirmou que o tema seria discutido nos encontros bilaterais de segunda-feira.

"Que tenhamos diversidades e processos econômicos ou históricos ou sociais diferentes não significa que não se possam articular igualmente propostas comuns. Acho que nesse sentido podemos fazer e, de fato, estamos fazendo", acrescentou.

Lula e Cristina almoçarão na sede da chancelaria argentina, onde os empresários de ambos os países realizarão reuniões.   Continuação...