Republicanos de Nevada invejam campanhas de outros Estados

sábado, 12 de janeiro de 2008 18:17 BRST
 

Por Adam Tanner

LAS VEGAS, 12 de janeiro (Reuters) - O Estado norte-americano de Nevada tinha a esperança de manter um papel influente na definição dos nomes para as eleições presidenciais deste ano, mas a uma semana das prévias locais, os eleitores republicanos não vêem muitos candidatos.

"Eu não entendo por que nós não temos uma campanha frenética para os candidatos à Presidência aqui", disse Sue Lowden, presidente do Partido Republicano em Nevada, em uma entrevista.

"Nós temos mais delegados (para a convenção do partido) do que a Carolina do Sul e Michigan. Nós estamos verdes de inveja por eles não terem vindo gastar mais tempo aqui."

Com uma economia crescente na última década, que atraiu centenas de milhares de novos moradores, Nevada nunca assumiu um papel importante na seleção de candidatos republicanos e democratas para as eleições de novembro.

No passado, o Estado votou muito tarde para as eleições primárias, não tendo, assim, muito impacto na decisão. Neste ano, Nevada realiza as primárias em 19 de janeiro, mesmo dia em que os republicanos na Carolina do Sul decidirão quem eles preferem como candidato para suceder o presidente George W. Bush.

À frente na disputa em Nevada estão o ex-governador de Massachusetts Mitt Rommey, o texano Ron Paul e o senador John McCain, do Arizona.

Candidatos apareceram por lá no último ano, mas recentemente as luzes brilhantes de Las Vegas e outras partes do Estado têm visto pouca movimentação da campanha republicana.

Pelo lado democrata, os favoritos Hillary Clinton e Barack Obama fizeram campanha em Las Vegas nos últimos dias.