CORREÇÃO-Exxon congela US$12 bi da Venezuela em tribunais

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 20:57 BRST
 

(Corrige no título e nos dois primeiros parágrafos o valor congelado de 36 bilhões de dólares para 12 bilhões de dólares)

NOVA YORK (Reuters) - A empresa de petróleo Exxon Mobil conseguiu ordens judiciais que congelam 12 bilhões de dólares em patrimônio venezuelano em várias partes do mundo, como garantia de pagamento pela nacionalização de um projeto seu no ano passado.

A empresa norte-americana disse ter recebido uma ordem judicial britânica que proíbe a PDVSA, estatal venezuelana do petróleo, de vender qualquer de seus bens até um valor de 12 bilhões de dólares.

A companhia disse na quinta-feira que já obteve decisões judiciais semelhantes, inclusive no mesmo valor, na Holanda e nas Antilhas Holandesas.

Finalmente, a Exxon obteve na Justiça de Nova York, em dezembro, o congelamento de mais de 300 milhões de dólares pertencentes à PDVSA.

A Exxon argumentava que teria pouca chance de recuperar seu investimento em mãos da PDVSA caso ela vença um processo de arbitragem.

A PDVSA não se manifestou sobre as decisões judiciais.

O governo de Hugo Chávez assumiu em junho a participação da Exxon Mobil e da ConocoPhillips em bilionários projetos de extração de petróleo pesado na Venezuela.

A decisão era parte do processo de nacionalização que inclui também empresas elétricas e de telecomunicações controladas por estrangeiros.

(Reportagem de Robert Campbell e Michael Erman)