Hedge Funds adotam Obama e doam menos para Hillary

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 20:58 BRT
 

Por Svea Herbst-Bayliss

BOSTON (Reuters) - Os hedge funds trocaram suas apostas na corrida presidencial norte-americana, quando pela primeira vez deram mais doações a Barack Obama do que para Hillary Clinton.

Esse tipo de fundos, que têm mais liberdade para migrar entre ativos, tem um capital de 1,8 trilhão de dólares.

Em janeiro, quando Obama iniciou sua trajetória de vitórias em "caucuses" e primárias, os hedge funds doaram 50.450 dólares para Obama, enquanto Hillary recebeu apenas 18.800 dólares, apesar de ter desafiado as pesquisas e vencido a primária de New Hampshire.

No mesmo mês, os hedge funds deram 26.400 dólares ao favorito pelo lado republicano John McCain, segundo dados compilados para a Reuters pela ONG apartidária Centro para a Política Responsável, que investiga finanças eleitorais.

"Os hedge funds podem estar sincronizando suas doações com a ascensão de Obama nas pesquisas, e as pessoas podem perceber que se ainda não lhe deram dinheiro não vai doer assinar alguns cheques agora", disse Denise Valentine, especialista em hedge funds da consultoria Aite Group.

No ano passado, o cenário era bem mais positivo para Hillary, que arrecadou 681.250 dólares desses fundos, acima dos 552.374 de Obama e dos 116.550 de McCain.

Analistas e gestores previam um apoio mais consistente à senadora, devido às posições dela em apoio à iniciativa privada e às suas propostas para saúde e educação.

As conclamações de Obama por mudança enervaram esses fundos pouco regulados, segundo vários gestores que pediram anonimato. Entre eles, há temor de que mudança signifique menos liberdade para suas operações.   Continuação...