Datafolha e Ibope confirmam Lacerda e Quintão no 2 turno em BH

sábado, 4 de outubro de 2008 20:35 BRT
 

BELO HORIZONTE, 4 de outubro (Reuters) - Pesquisas de intenção de voto divulgadas pelo Datafolha e pelo Ibope neste sábado confirmam a realização de segundo turno para a prefeitura de Belo Horizonte entre os candidatos Márcio Lacerda (PSB) e Leonardo Quintão (PMDB).

Lacerda ainda lidera as pesquisas com 42 por cento, segundo o Datafolha, e 39 por cento, de acordo com o Ibope. O candidato do PSB caiu 3 pontos percentuais pelo Datafolha, de 45 para 42 por cento, e 6 pontos pelo Ibope, de 45 para 39 por cento.

Quintão (PMDB), por sua vez, deu uma arrancada e subiu 11 pontos no Ibope, de 20 para 31 por cento, e 8 pontos no Datafolha, de 23 para 31 por cento.

Os dois institutos mostram a candidata Jô Moraes (PCdoB) em terceiro lugar, passando de 13 para 12 por cento, segundo o Ibope, e de 11 para 9 por cento, pelo levantamento do Datafolha.

O Ibope aponta Sérgio Miranda (PDT) em quarto, oscilando de 3 para 2 por cento, seguido por Gustavo Valadares (DEM), Vanessa Portugal (PSTU) e Jorge Periquito (PRTB), que se mantiveram com 1 por cento cada.

Já o Datafolha indica que Miranda e Valadares continuam empatados com o mesmo resultado apontado no levantamento anterior, de 2 por cento dos votos, cada. Vanessa Portugal e Jorge Periquito também empatam com 1 por cento, mesmo índice da última pesquisa.

O Datafolha ouviu 1.761 eleitores na capital mineira entre sexta-feira e sábado. Pelo levantamento, 6 por cento dos eleitores declararam voto branco ou nulo, mesmo resultado daqueles que não souberam ou não responderam. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O Ibope, por sua vez, entrevistou 1.106 eleitores entre quinta-feira e sábado. A pesquisa mostra que os votos brancos e nulos somam 6 por cento do eleitorado, enquanto 7 por cento dos entrevistados não souberam dizer em quem votarão ou não responderam. A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

(Reportagem de Marcelo Portela, Edição de Mair Pena Neto)