EUA apreendem recorde de 161 toneladas de cocaína no último ano

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007 09:56 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - A Guarda Costeira norte-americana anunciou na quinta-feira um recorde nos últimos 12 meses na apreensão de cocaína, que atingiu um valor estimado em 4,7 bilhões de dólares.

As autoridades suspeitam que o tráfico da droga esteja se deslocando do Caribe para o Pacífico.

De acordo com a Guarda Costeira, foram apreendidos 161.368 quilos de cocaína no último ano. A maior apreensão individual foi de 18 toneladas num barco panamenho, em março.

O almirante Thad Allen, comandante da Guarda Costeira, disse que os narcotraficantes recorrem agora a táticas mais arriscadas para driblar a fiscalização marítima, o que inclui dissolver a cocaína em diesel.

A Guarda Costeira, que é o principal órgão de policiamento marítimo dos EUA, disse que os traficantes também estão buscando avidamente as rotas do Pacífico, inclusive via Galápagos, por causa da forte repressão que praticamente inviabilizou as rotas pelo Caribe.

Os três principais produtores mundiais de cocaína (Colômbia, Peru e Bolívia) ficam na América do Sul, segundo dados da ONU.

Os Estados Unidos têm acordos bilaterais com 26 países caribenhos e sul-americanos para que a Guarda Costeira possa operar fora das águas territoriais norte-americanas, na tentativa de deter contrabandistas em navios com bandeira estrangeira.

(Por David Morgan)