África do Sul medeia conversa para coalizão no Zimbábue

sábado, 9 de agosto de 2008 18:05 BRT
 

Por Cris Chinaka

HARARE, 9 de agosto (Reuters) - O presidente sul-africano Thabo Mbeki chegou neste sábado ao Zimbábue para mediar negociações de divisão do poder entre o partido governista Zanu-PF e a oposição, em clima de crescente otimismo sobre um acordo. Reportagens da imprensa local dizem que o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, e o líder da oposição, Morgan Tsvangirai, poderiam firmar um acordo durante uma reunião no domingo.

Anteriormente, o porta-voz de Mugabe, George Charamba, havia afirmado que as conversações entre o Zanu-PF e o oposicionista Movimento pela Mudança Democrática (MDC, na sigla em inglês) haviam chegado a um ponto decisivo, mas ele não quis dizer se um acordo de divisão de poder é iminente.

As negociações começaram há mais de duas semanas para resolver a crise desencadeada depois que Mugabe, de 84 anos e no poder desde 1980, foi reeleito em junho em uma eleição boicotada pela oposição e amplamente condenada.

Não está claro se Mbeki vai reunir-se em separado com Mugabe e Tsvangirai ou se haverá discussões tripartires. Na quinta-feira Mugabe disse que as conversações estavam indo bem, mas qualificou como sem sentido as reportagens sobre o esboço de um acordo pelo qual Tsvangirai conduziria o país como primeiro-ministro enquanto ele se tornaria um presidente cerimonial.

Os dois lados estão sob forte pressão para resolver a crise profunda que arruinou a economia do país, antes próspero, e levou milhões de pessoas a buscar refúgio em nações vizinhas.

Mugabe vai se encontrar com Tsvangirai no domingo para discutir a formação de um governo de coalização, disse mais tarde o porta-voz do presidente zimbabuano. Ele disse também que Mugabe vai discutir o assunto com Arthur Mutambara, líder de uma facção do MDC.

(Reportagem de Cris Chinaka e Nelson Banya)