Pela 3a vez em dois meses, Hugo Chávez visita Fidel Castro

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007 12:20 BRST
 

HAVANA (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, realizou na quinta-feira uma visita de duas horas e meia ao líder cubano, Fidel Castro, afirmou na sexta-feira a imprensa oficial da ilha caribenha.

Não foram divulgadas fotos do encontro.

Fidel, 81 anos, transferiu há quase 17 meses para Raúl Castro, irmão dele, o comando do país após sofrer um problema intestinal. O líder cubano, que ainda se recupera, não aparece em público desde então.

Chávez desembarcou na quarta-feira em Cuba, onde participará nesta sexta-feira de uma cúpula da aliança Petrocaribe, em Cienfuegos, uma cidade portuária localizada 260 quilômetros a leste de Havana.

De lá, Chávez deve inaugurar, junto como presidente interino Raúl Castro, uma antiga refinaria da era soviética que ajudou a reformar e que duplicará a capacidade de refino de petróleo de Cuba.

"Durante duas horas e meia, Fidel e Chávez trocaram opiniões sobre a cúpula da Petrocaribe...sobre a inauguração da refinaria 'Camilo Cienfuegos', a frutífera colaboração entre Cuba e a Venezuela, a próxima Cúpula da Alba e o cenário internacional", afirmou o Granma, jornal do Partido Comunista de Cuba.

Essa é a terceira visita de Chávez a Fidel em dois meses.

Nesta semana, o líder cubano sugeriu em uma carta lida na TV do país que não pretende ficar eternamente agarrado ao poder e nem obstruir a ascensão de novos dirigentes. Essa foi a primeira referência dele a seu futuro político desde que caiu doente.

Chávez descreve Fidel como "um pai". Juntos, os dois têm feito avançar um projeto de integração regional conhecido como Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba).

O presidente venezuelano deve visitar, no sábado, Santiago de Cuba, no extremo leste da ilha, onde homenageará o herói da independência cubana, José Martí, e participará de um ato político.

(Por Esteban Israel)

 
<p>- O presidente da Venezuela, Hugo Ch&aacute;vez, realizou na quinta-feira uma visita de duas horas e meia ao l&iacute;der cubano, Fidel Castro, afirmou na sexta-feira a imprensa oficial da ilha caribenha. Photo by Stringer</p>