No Rio, Aécio ataca falhas do governo Lula na segurança pública

sexta-feira, 15 de agosto de 2008 13:17 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, intensificou nesta sexta-feira as críticas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao afirmar que além de erros na área fiscal o governo federal também falhou na área de segurança pública.

Segundo o tucano, o contingenciamento de recursos destinados à área de segurança pública prejudica o combate à violência no país.

"Acho que o governo federal não assumiu a sua responsabilidade na questão da segurança pública. Recursos do Fundo Penitenciário e do Fundo Nacional de Segurança têm sido constantemente contingenciados", disse a jornalistas no Rio.

"Segurança Pública é uma área prioritária e não deveria ser sujeita a qualquer tipo de contigenciamento", acrescentou.

Aécio, candidato potencial à sucessão presidencial de 2010, já havia criticado o governo federal esta semana pelo que classificou de descontrole nos gastos públicos.

O governador mineiro frisou que mantêm uma boa relação com o presidente Lula, mas deixou claro que isso não impede de fazer críticas ao governo federal.

"Cada um é do seu jeito... tenho relação de amigo com o presidente Lula, mas nunca deixei de ter minha posição pessoal. Acho que o governo gasta mal", disse.

"Acho que na segurança pública poderia estar investindo mais, mas reconheço que na área econômica tem méritos", frisou.

Aécio disse que sua postura mais crítica não está relacionada com as eleições presidenciais de 2010.

O governador mineiro visitou nessa sexta-feira o Morro do Cantagalo para conhecer um projeto social na comunidade. A visita acontece um dia após um intenso tiroteio na favela que assustou moradores e até membros da equipe de Aécio que estiveram na comunidade na véspera. (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)