Quito pede à OEA que investigue computadores das Farc

segunda-feira, 2 de junho de 2008 09:37 BRT
 

Por Nelson Bocanegra

MEDELLÍN, Colômbia (Reuters) - O Equador pediu no domingo à Organização dos Estados Americanos (OEA) que investigue o conteúdo dos computadores apreendidos na operação militar da Colômbia contra um acampamento da guerrilha Farc no território equatoriano.

Segundo os governos da Colômbia e dos EUA, arquivos achados nessas máquinas demonstram ligações do Equador e da Venezuela com a guerrilha colombiana.

O pedido de Quito foi feito numa reunião da Assembléia Geral da OEA em Medellín. No mesmo encontro, o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, pediu mais apoio dos demais países ao combate ao terrorismo.

A chanceler equatoriana, María Isabel Salvador, disse que seu país não dá importância às informações supostamente presentes nos computadores, mas gostaria que Bogotá deixasse de citá-las.

"O Equador está pedindo oficialmente ao secretário-geral da OEA que assuma a investigação e determine tudo o que houver para determinar", disse Salvador a jornalistas.

REUTERS FE