João Henrique e Pinheiro trocam acusações no último debate na TV

sábado, 25 de outubro de 2008 10:08 BRST
 

SALVADOR, 25 de outubro (Reuters) - O último debate na televisão entre os candidatos que disputam a Prefeitura de Salvador, na noite de sexta-feira, foi marcado por acusações de incompetência, de traição e de negligência.

Walter Pinheiro (PT) e o prefeito João Henrique Carneiro (PMDB) levaram para o estúdio da TV Bahia (Rede Globo) o mesmo clima de acusações que envolveu a campanha desde o primeiro turno.

O momento mais tenso aconteceu no terceiro dos cinco blocos do debate, quando João Henrique chegou a chamar Walter Pinheiro de "cara de pau", ao responder ao adversário sobre problemas na saúde municipal, pasta que foi gerida pelo PT durante o governo de coalizão.

Pinheiro questionou o atual prefeito sobre a demora na autorização para o governo do Estado, que é do PT, iniciar a construção de um hospital no Subúrbio Ferroviário, região da cidade que reúne vários bairros populares. João respondeu que "a culpa é da administração estadual, que não providenciou a documentação necessária". A construção do hospital se transformou numa queda-de-braço entre o governo do Estado e Prefeitura desde o início do segundo turno.

Em seguida, João Henrique ironizou o adversário, perguntando "por que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou mensagens de apoio a vários candidatos do PT em todo o país, inclusive em cidades do interior da Bahia, mas não declarou apoio à sua candidatura".

Pinheiro argumentou que "Lula está em todas as propostas de campanha, pois a minha candidatura foi discutida com ele".

O presidente evitou se envolver pessoalmente com as eleições em Salvador, já que os dois candidatos são de partidos de sua base aliada.

Os candidatos trataram ainda de temas relacionados ao programa Bolsa Família, Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador, segurança pública, geração de emprego, cultura, educação e transporte.

João Henrique chegou à TV Bahia em companhia da mulher, deputada estadual Maria Luiza (PMDB), do candidato a vice, Edvaldo Brito (PTB) e de assessores.

Pinheiro estava acompanhado da candidata a vice, Lídice da Mata (PSB), do secretário estadual de Comunicação, Robinson Almeida, do ex-ministro Waldir Pires, do presidente da Infraero, Sérgio Galdenzi e do deputado federal Nelson Pelegrino (PT).

(Reportagem de Augusto Cesar Barrocas, Edição de Mair Pena Neto)