26 de Outubro de 2007 / às 19:57 / em 10 anos

Frio traz alívio contra incêndios na Califórnia

<p>Residentes fazem fila para pegar &aacute;gua em San Diego, 26 de outubro. Uma frente fria trouxe umidade na sexta-feira do oceano Pac&iacute;fico para o sul da Calif&oacute;rnia, ajudando no combate aos inc&ecirc;ndios na regi&atilde;o. Photo by Phil Mccarten</p>

Por Adam Tanner

SAN DIEGO (Reuters) - Uma frente fria trouxe umidade na sexta-feira do oceano Pacífico para o sul da Califórnia, ajudando no combate aos incêndios na região. Enquanto centenas de famílias voltavam para suas casas intactas, outras encontravam suas propriedades reduzidas a destroços.

Após seis dias de incêndios entre Los Angeles e a fronteira com o México, a maioria dos focos foi debelada ou está relativamente controlada, e agora os esforços se voltam para a árdua tarefa da reconstrução.

No auge da crise, cerca de 500 mil famílias deixaram suas casas. Na sexta-feira, as últimas centenas de pessoas que ainda estavam no maior abrigo de emergência, o estádio Qualcomm, em San Diego, foram transferidas para vários abrigos menores. O estádio, que chegou a abrigar mais de 10 mil pessoas, deve fechar na sexta-feira.

O clima favorável deve ajudar os bombeiros que ainda lutam contra dois grandes incêndios nos condados de San Diego e Orange, embora em geral as chamas estejam se afastando das áreas habitadas, na direção das florestas.

“Hoje será o melhor dia da semana para os bombeiros”, previu o meteorologista Andrew Rorke, do Serviço Nacional do Clima.

Até a manhã de sexta-feira, o fogo havia atingido mais de 2.000 quilômetros quadrados e destruído 2.000 casas e outras estruturas. Os prejuízos são avaliados em 1 bilhão de dólares só no Condado de San Diego, o mais afetado.

A destruição parece aleatória --algumas árvores estão meio queimadas, meio verdes; em alguns bairros, há casas de campo impecáveis ao lado de outras em ruínas.

Steve Conner, 62 anos, dono de uma das 30 casas destruídas num só quarteirão do subúrbio de San Diego, descreveu o momento em que descobriu o destino do seu lar.

“Emocionalmente, foi além do acreditável”, disse esse veterano da Guerra do Vietnã, com a voz embargada. “Foi totalmente varrida. Todas as árvores estão pretas. Lembrei do Vietnã, me lembrou uma zona de guerra.”

Quatro corpos carbonizados foram encontrados na quinta-feira, elevando a pelo menos 12 o número de vítimas fatais, inclusive entre as que morreram na fuga. As quatro novas vítimas supostamente são imigrantes ilegais surpreendidos pelo incêndio num terreno acidentado perto da fronteira com o México.

Os bombeiros alertam que mais corpos podem ser achados em áreas remotas onde pessoas tenham se recusado a deixar suas casas, ou que tenham sido apanhadas de surpresa pela rapidez das chamas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below