Tarso considera normal que partidos disputem imagem de Lula

sexta-feira, 29 de agosto de 2008 18:51 BRT
 

FORTALEZA (Reuters) - O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse nesta sexta-feira, em Fortaleza, que considera normal a disputa dos partidos aliados pelo uso da imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas campanhas eleitorais.

Por outro lado, deixou claro que também acha natural a tentativa do PT de resguardar o uso dessa imagem para si "já que o presidente é do PT, é fundador do PT e nossa figura mais importante, nacional e mundial."

Tarso fez os comentários em função da disputa entre a candidata do PT, Luizianne Lins, e do PDT, Patrícia Saboya, pelo direito de usar a imagem de Lula nos programas eleitorais. Luizianne foi à Justiça contra Patrícia, que foi proibida de usar a imagem do presidente.

Sobre os ataques que Patrícia tem feito em sua propaganda eleitoral à administração da candidata petista à reeleição, Tarso Genro disse que Luizianne "é nossa candidata do coração e vai ganhar a eleição."

Ele afirmou, no entanto, que não deseja que esta tensão entre as candidatas se exacerbe, "porque são duas pessoas muito respeitadas e muito sérias e têm que ser preservadas por todos nós."

Como ex-ministro das Relações Institucionais, Tarso lembrou que foi um dos organizadores da coalizão dos partidos que dá sustentação ao governo Lula, mas frisou que em função de regionalidades essa coalizão não se reproduz nos Estados.

"Cada Estado tem um sistema de aliança diferenciado em função dos interesses regionais partidários e isso prejudica um pouco a estabilidade dessa coalizão", disse ele.

Tarso Genro cumpriu agenda em Fortaleza que incluiu eventos oficiais e de campanha. Na agenda oficial, participou de debate na Assembléia Legislativa do Ceará sobre o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), e na prefeitura fez entrega de equipamentos de segurança à guarda municipal de Fortaleza.

À noite, participa do lançamento do plano de governo da candidata Luizianne Lins e de jantar de adesão onde fará o lançamento do livro de sua autoria "O Mundo Real-Socialismo na era pós-neoliberal."

Genro é o quarto ministro que participa de ato em defesa da reeleição da candidata petista. Já estiveram em Fortaleza, os ministros José Pimentel (Previdência Social), Nilcéa Freire (Políticas para as Mulheres) e Patrus Ananias (Desenvolvimento Social e Combate à Fome). (Reportagem de Clara Guimarães)