Rice vai a Belém pregar a paz no Oriente Médio

quarta-feira, 17 de outubro de 2007 09:51 BRST
 

Por Arshad Mohammed

BELÉM (Reuters) - A busca pela paz no Oriente Médio levou nesta quarta-feira a secretária norte-americana de Estado Condoleezza Rice a Belém, onde visitou a Igreja da Natividade e manifestou esperança de reconciliação.

"Estar aqui, no local de nascimento de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, é uma experiência muito especial e tocante", disse Rice, que vem de uma família cristã.

A visita, disse ela, ajuda a lembrar que "estas grandes religiões monoteístas que habitaram juntas esta terra têm uma oportunidade de superar suas diferenças, deixar de lado seus descontentamentos, de fazer da sua força de religião uma força de cura, uma força de reconciliação, ao invés de uma força de divisão".

Moradores de Belém, cidade da Cisjordânia ocupada, a poucos metros dos limites de Jerusalém, acompanharam com aparente indiferença a entrada da comitiva de Rice, com sirenes ligadas.

"Que a paz esteja convosco", saúda uma placa do Ministério israelense do Turismo, colocada no alto muro de concreto que Israel construiu na entrada da cidade, uma barreira que os palestinos odeiam por ser um símbolo da ocupação.

Foi um raro momento turístico para Rice, que chegou no domingo à região para tentar superar as diferenças existentes entre palestinos e israelenses a respeito dos parâmetros para a conferência de paz prevista para novembro em Annapolis (Costa Leste dos EUA).

"Normalmente, chegamos e temos uma série de reuniões oficiais. (Rice) ficou desconfortável com isso nas últimas viagens. A razão é que ela não sente que sai e tem muito contato com as sociedades", disse uma autoridade norte-americana.

O cheiro de incenso pairava no ar da silenciosa igreja quando Rice, que se diz profundamente religiosa, visitou a gruta reverenciada como sendo o local do nascimento de Jesus.   Continuação...