Grã-Bretanha apóia plano para ajudar o Northern Rock

sábado, 19 de janeiro de 2008 11:34 BRST
 

Por Adrian Croft e Christina Fincher

XANGAI/LONDRES, 19 de janeiro (Reuters) - A Grã-Bretanha vai apoiar o projeto para converter seus empréstimos ao Northern Rock em ações, ligando-se ao banco por anos, mas evitando a estatização completa, afirmou uma fonte próxima ao assunto,.

A fonte disse à Reuters no sábado que o governo endossou o plano de seu consultor, o banco de investimentos dos EUA Goldman Sachs, para converter os empréstimos do Bank of England para o Northern Rock, de cerca de 25 bilhões de libras (51 bilhões de dólares), em ações.

As ações serão lastreadas por garantias do governo e vendidas a investidores privados. Mas o acordo deve obedecer às regras da União Européia sobre ajuda estatal a companhias privadas.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, foi criticado pela oposição conservadora por demorar tanto a encontrar uma solução para o Northern Rock, principal vítima britânica da crise de crédito global, e viu sua popularidade despencar nas pesquisas de opinião.

Em visita à China, Brown confirmou que o governo recebeu o relatório da Goldman Sachs e disse que o ministro das Finanças, Alistair Darling, fará um pronunciamento ao parlamento britânico na segunda-feira.

Ele não confirmou nem negou que apóia o projeto de converter os empréstimos ao Northern Rock em ações.

O Northern Rock, quinto maior banco em crédito imobiliário da Grã-Bretanha, pediu ajuda emergencial ao Bank of England em setembro. Desde então o governo tem buscado ajuda no setor privado para tentar recuperar o dinheiro dos contribuintes mantendo negociações com dois consórcios, um liderado pelo Virgin Group, de Richard Branson, e outro pelo Olivant, grupo de investimento liderado pelo ex-chefe da Abbey, Lugman Arnold.