Líder da França realiza contatos para debater crise financeira

segunda-feira, 6 de outubro de 2008 12:17 BRT
 

SANDOUVILLE, França, 6 de outubro (Reuters) - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, discutiu na segunda-feira, com outros líderes europeus, a crise financeira e convocou uma reunião com os chefes de bancos e seguradoras franceses.

Após conversar por telefone com o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Gordon Brown, o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, e o presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, na segunda-feira, Sarkozy disse que também falaria com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

Detalhes sobre o teor das conversas não foram divulgados ainda, mas membros do governo italiano disseram que os líderes europeus trabalharam na elaboração do comunicado conjunto lido mais tarde por Sarkozy, no qual ele afirma que a União Européia fará o que for necessário para estabilizar o mercado.

"Precisamos de uma resposta coordenada", afirmou o dirigente a repórteres durante uma visita a uma montadora de carros do noroeste da França. "Precisamos manter o rumo, ficar calmos e ter a cabeça fria. Quanto à França, as coisas transcorrem da forma mais calma possível."

Sarkozy, Brown, Merkel e o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, reuniram-se com Trichet, Barroso e o presidente do Eurogroup, Jean-Claude Juncker, no sábado, depois do que prometeram fazer tudo o que for preciso para afastar o caos financeiro iniciado em Wall Street e que agora atinge os bancos europeus.

Segundo o gabinete de Sarkozy, o presidente francês se reuniria com os diretores dos principais bancos e seguradoras franceses às 11h30 (horário de Brasília) de segunda-feira, repetindo um encontro realizado com chefes do setor financeiro na semana passada.

(Reportagem de Emmanuel Jarry)