Novo premiê da Austrália faz visita-surpresa a Bagdá

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007 09:49 BRST
 

BAGDÁ (Reuters) - O novo primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, fez na sexta-feira uma visita-surpresa a Bagdá, segundo autoridades do Iraque. Ele pretende retirar cerca de 550 soldados australianos de lá até meados de 2008.

A Austrália foi um dos primeiros países a oferecer forças para a invasão norte-americana de 2003, mas em novembro Rudd foi eleito com a promessa de retirar as tropas de combate.

A vitória dele encerrou 11 anos de governo conservador na Austrália.

As tropas do país estão concentradas principalmente no sul do Iraque, que tem maioria xiita e é mais pacífico. Sua principal tarefa é manter a segurança e treinar forças locais.

Ao todo, a Austrália tem cerca de 1.500 soldados no Iraque e arredores.

Rudd conversou com o primeiro-ministro Nuri Al Maliki no gabinete dele, segundo uma das fontes iraquianas, que não quis informar o conteúdo da conversa.

O antecessor de Rudd, John Howard, chegou a ser apelidado na imprensa australiana de "xerife-adjunto", por seguir todas as iniciativas bélicas norte-americanas.

Rudd diz que pretende manter as boas relações com Washington.

Embora tenha decidido retirar tropas, a Austrália quer voltar a ser um importante fornecedor de trigo para o Iraque, que é um dos maiores importadores do mundo. Desde o ano passado, a maior parte do trigo consumido no Iraque vem dos EUA.