Iraque prende 43, incluindo 2 americanos, por tiroteio em Bagdá

segunda-feira, 19 de novembro de 2007 18:58 BRST
 

BAGDÁ (Reuters) - O governo iraquiano anunciou na segunda-feira a prisão de 43 pessoas, sendo dois norte-americanos e 31 estrangeiros, por suposta relação com um tiroteio que feriu uma mulher no centro de Bagdá.

"Este é um recado para as empresas de segurança de que ninguém está acima da lei", disse o porta-voz Ali al-Dabbagh à Reuters.

Dabbagh disse que os presos comparecerão na terça-feira diante de um juiz de instrução de Bagdá. "Os envolvidos serão levados a julgamento, e os inocentes serão soltos."

Segundo Dabbagh, agentes de uma empresa de segurança abriram fogo contra civis quando escoltavam um grupo de trabalhadores no bairro de Karrada, no centro de Bagdá, a caminho do aeroporto. Uma mulher ficou ferida.

Nos quatro veículos do comboio havia 21 cingaleses, 9 nepaleses e 1 indiano. Os seguranças eram dez iraquianos e dois norte-americanos.

Não se sabe de onde partiu o tiro que atingiu a mulher.

O governo iraquiano está atento aos movimentos das empresas de segurança desde que agentes da firma norte-americana Blackwater mataram 17 iraquianos num tiroteio, em setembro.

(Por Mariam Karouny)