Irã diz que ataque ao país seria "loucura"

sábado, 12 de julho de 2008 10:42 BRT
 

Por Zahra Hosseinian e Fredrik Dahl

TEERÃ (Reuters) - O Irã avisou os Estados Unidos e Israel no sábado ser "loucura" um ataque à República Islâmica devido ao seu programa nuclear, que os países ocidentais suspeitam ser destinado à produção de bombas.

Os comentários do ministro iraniano Gholamhossein Elham foram feitos dias após a realização de testes de mísseis pelo Irã, o que intensificou as tensões regionais e elevou os preços de petróleo para níveis recordes.

A força aérea de Israel realizou exercícios no mês passado que levaram a especulações sobre um possível ataque às instalações nucleares iranianas.

O Irã, o quarto maior exportador de petróleo do mundo, prometeu reagir intervindo nos interesses de Tel Aviv e dos Estados Unidos e no tráfego marítimo da região se for atacado, ameaçando fechar o estreito de Hormuz, onde passam 40 por cento do comércio de petróleo global.

"Nós não imaginamos que alguém possa cometer tal loucura e estupidez... e ninguém tem o poder para fazer tal agressão", disse Elham segundo a imprensa estatal.

"A República Islâmica do Irã não é uma ameaça de maneira alguma e não vai aceitar ameaças."

O Irã afirma que seu programa nuclear é destinado somente à geração de eletricidade. Nações ocidentais e Israel temem que o país esteja desenvolvendo bombas.

Washington disse querer uma solução diplomática para a disputa, mas não descartou ação militar.   Continuação...