Acordo de Doha é chave para lidar com alta no preço de alimentos

sábado, 19 de abril de 2008 17:45 BRT
 

ACRA (Reuters) - Um acordo na Rodada de Doha é vital para uma solução de longo prazo para o aumento do preço de alimentos, afirmou neste sábado o secretário-geral da UNCTAD (Conferência da ONU para o Comércio e o Desenvolvimento).

"Nós precisamos ser capazes de avançar o quanto antes em uma conclusão da agenda de desenvolvimento de Doha, particularmente na área da agricultura", disse Supachai Panitchpakdi, em uma entrevista coletiva na véspera do encontro da UNCTAD em Gana.

O aumento dos preços de cereais no mercado internacional desde meados de 2007 intensificou drasticamente o risco de miséria e fome em países em desenvolvimento e gerou motins em partes da Ásia e África. Panitchpakdi, ex-presidente da Organização Mundial do Comércio (OMC), disse que um acordo nas frágeis negociações do setor agrícola na OMC e a eliminação de subsídios nas nações ricas eram vitais para a solução da crise dos alimentos de longo prazo.

"Muito tem sido dito sobre o fato de que a eliminação de distorções deve gerar alguns aumentos nos preços de alimentos", ele disse.

"Mas o efeito, na prática, será que a eliminação de subsídios e distorções no setor agrícola vai dar pela primeira vez oportunidades aos fazendeiros de países pobres de conseguir preços realistas para que possam expandir suas produções".

O diretor-geral da OMC, Pascal Lamy, disse que a organização iria cuidar da distorções sistemáticas nos preços dos alimentos para o mercado internacional vindas de impostos e subsídios, mas não poderia fazer nada para acabar de imediato com a crise.

(Por Kwasi Kpodo)