Em Fortaleza, candidatos exibem apoios externos na TV

quarta-feira, 1 de outubro de 2008 22:59 BRT
 

FORTALEZA, 1o de outubro (Reuters)- No último programa eleitoral de TV dos candidatos à prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins (PT) destacou o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto seus adversários Moroni Torgan (DEM) e Patricia Saboya (PDT) também recorreram a apoios externos.

Líder nas pesquisa e com possibilidades de vencer a eleição ainda em primeiro turno, Luizianne Lins reforçou as realizações de sua gestão, voltadas principalmente para os segmentos mais pobres da sociedade.

A prefeita fez ainda um retrospecto das mudanças ocorridas no país, em Fortaleza e no Ceará, a partir de 2002, com a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Em 2002, o Brasil começou a escrever sua história de maneira diferente quando acreditou que a esperança venceria o medo elegendo Lula. Em 2004, Fortaleza me elegeu acreditando numa cidade mais justa e mais bela para se viver", disse Luizianne, destacando ainda a gestão do governador Cid Gomes, que é seu aliado.

Moroni Torgam veiculou depoimento do prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM). "Conheço Moroni e sei da sua seriedade, honestidade e compromisso com Fortaleza" afirmou Kassab, que luta por uma vaga no segundo turno em São Paulo..

O prefeito paulista garante ainda o apoio da prefeitura de São Paulo à administração de Moroni, caso seja eleito. "Se ele precisar, pode contar com o apoio da prefeitura de São Paulo. Daremos todo apoio a seu projeto da saúde e à sua administração", reforçou Kassab.

Patrícia Saboya teve dois minutos do seu programa subtraídos por força de recurso judicial obtido pela coligação de Luizianne Lins. Nos três minutos que lhe restaram, voltou a provocar a prefeita afirmando que "quem está no poder acha que pode carimbar na testa do povo esse eleitor é meu."

A candidata destaca que tem projeto e apoio político para administrar a cidade, e exibiu os depoimentos do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e do senador Cristovam Buarque (PDT).

Aécio disse que ele e o deputado federal Ciro Gomes (PSB) apoiam Patrícia, driblando determinação da Justiça Eleitoral que proíbe a aparição de Ciro no programa da pedetista. O senador Cristovam Buarque, por sua vez, reforça o compromisso de Patrícia com a educação, e chama a população a dar os votos necessários para que ela chegue ao segundo turno.

(Reportagem de Clara Guimarães, Edição de Mair Pena Neto)