Claro reforça estoque e amplia lojas para vender iPhone no Natal

quarta-feira, 29 de outubro de 2008 17:52 BRST
 

SÃO PAULO, 29 de outubro (Reuters) - Sem expectativa de queda na demanda para o final do ano, a Claro informou nesta quarta-feira já ter recebido novo lote de aparelhos iPhone da Apple e ainda ter planos de treinar novos agentes autorizados para a venda do modelo até o Natal.

No lançamento do aparelho no Brasil, no final de setembro, a Claro informou ter recebido um lote inicial de 30 mil aparelhos e previu, inclusive, a falta de modelos diante da demanda.

João Cox, presidente da Claro, disse em encontro com a imprensa na Futurecom 2008, que a operadora já recebeu novos lotes e abriu a venda aos demais assinantes, além daqueles que haviam se pré-cadastrado no site da companhia. Ele afirmou não poder revelar, entretanto, quantos iPhones foram vendidos e qual seria o estoque atual.

De acordo com o executivo, 150 lojas próprias da Claro estão vendendo o modelo em todo o país e mais outros 100 agentes estarão treinados até o final do ano.

SEM SINAIS DE RETRAÇÃO NA DEMANDA

O executivo afirmou que a companhia, segunda maior operadora de celular do Brasil em número de clientes, ainda não percebeu nenhum sinal de retração nas vendas.

Para Cox, "a única coisa que poderia frear o crescimento seria o dólar", mas ele tem a expectativa de que a cotação da moeda-americana recue.

"O dólar passou de um patamar de 1,60 real para 2,15 reais, um salto de (cerca de) 33 por cento. Esse é um dilema que tem que se ajustar, mas há uma expectativa que ele volte para trás", disse Cox.

Segundo ele, "as pessoas querem trocar de aparelhos, que ficam cada vez mais sofisticados, com mais capacidade de processamento e mais recursos".

(Reportagem de Taís Fuoco; Edição de Vanessa Stelzer)