Furacão Ike atravessa Golfo do México rumo ao Texas

quarta-feira, 10 de setembro de 2008 09:57 BRT
 

Por Jeff Franks

HAVANA (Reuters) - O furacão Ike atravessava o Golfo do México na quarta-feira, encaminhando-se para o Estado norte-americano do Texas depois de ter derrubado construções mal conservadas em Havana e ter provocado danos em toda a ilha comunista.

O Ike, um furacão de Categoria 1, com ventos de 140 quilômetros por hora, deixou uma longa trilha de destruição no Caribe e fez com que empresas do setor de energia ficassem com medo de que ele pudesse fazer o mesmo nas plataformas marítimas do golfo. Essas empresas retiraram seus funcionários da área e paralisaram suas operações ali.

Segundo meteorologistas, o Ike deve ganhar força sobre as águas quentes do golfo e tornar-se novamente um grande furacão, chegando à Categoria 3 da escala Saffir-Simpson (de cinco níveis), com ventos de no mínimo 178 quilômetros por hora.

No entanto, as previsões mais recentes dão conta de que a tempestade atingirá a parte central da costa do Texas, passando a oeste da principal região produtora de combustíveis do golfo. Essas plataformas são responsáveis por fornecer um quarto do petróleo e 15 por cento do gás natural norte-americanos.

O Centro Nacional de Furacões (NHC), um órgão dos EUA, advertiu que suas projeções continuavam sujeitas a alterações.

A cidade de Nova Orleans, ainda traumatizada pelo Katrina (furacão que matou 1.500 pessoas e provocou danos de 80 bilhões de dólares na costa norte-americana do golfo em 2005), parecia estar fora de perigo.

Às 6h (horário de Brasília), o Centro disse em seu boletim mais recente que o Ike encontrava-se 200 quilômetros a norte-nordeste do extremo oeste de Cuba e cerca de 750 quilômetros a sudeste da boca do rio Mississippi.

O furacão locomovia-se na direção oeste-noroeste a uma velocidade de 13 quilômetros por hora e deve continuar nesse caminho pelos próximos um ou dois dias.   Continuação...