Nintendo conquista produtores externos de jogos com o Wii

quinta-feira, 17 de julho de 2008 12:59 BRT
 

Por Kemp Powers e Jennifer Martinez

LOS ANGELES (Reuters) - No setor de videogames, os espólios da guerra de consoles surgem na forma de apoio vindo de produtores externos de software que vendem jogos para operar com as máquinas de um fabricante.

A Nintendo, que vem em alta devido ao sucesso comercial do console Wii, está atraindo esse cobiçado grupo de parceiros, o que representa uma diferença acentuada com relação ao malfadado predecessor do console, o GameCube.

Durante a feira mundial de videogames E3, esta semana, a Nintendo se vangloriou do sucesso que os produtores externos de videogames vêm obtendo com o Wii, dizendo que 19 jogos não produzidos pela Nintendo haviam ultrapassado a marca das 400 mil unidades vendidas nos Estados Unidos.

"Quando esta geração começou, se você conversasse com qualquer fornecedor externo era provável que eles estivessem investindo em outros consoles, e não no Wii", disse Reginald Fils-Aime, presidente da Nintendo da America.

"Todos eles ficaram chocados com o sucesso obtido no mercado e tiveram de correr para recuperar o atraso nas produções para o Wii", acrescentou.

Os produtores externos tendem a correr ao console de maior sucesso porque ele oferece a chance de vender mais jogos. Isso tende a deflagrar um círculo virtuoso no qual um console de sucesso acaba recebendo jogos melhores, o que por sua vez estimula ainda mais a venda de consoles.

Os jogos em que os produtores começaram a trabalhar depois do súbito sucesso do Wii estão chegando agora ao mercado, disse Fils-Aime, o que significa que o ímpeto de vendas de produtos de terceiros deve continuar a aumentar.

O GameCube costumava ser criticado por oferecer apenas jogos da própria Nintendo, como Metroid Prime, Animal Crossing, Super Mario Sunshine, Super Smash Brothers Melee e The Legend of Zelda:The Wind Waker.

Para a Nintendo, títulos próprios são mais lucrativos porque ela captura toda a receita e lucros das vendas de jogos, ante apenas um pequeno royalty no caso das produções de terceiros. Mas o apoio externo é essencial para manter a lealdade dos consumidores, com uma gama diversificada de títulos disponível para o console.

 
<p>Funcion&aacute;rios da Nintendo demonstram o novo jogo 'Wii Music' durante a feira E3, em Hollywood. Photo by Fred Prouser</p>