Romney abre margem sobre McCain na véspera do "caucus" de Nevada

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008 18:24 BRST
 

Por Jason Szep

LAS VEGAS (Reuters) - O pré-candidato republicano a presidente dos Estados Unidos Mitt Romney abriu na sexta-feira uma grande vantagem sobre seu adversário John McCain em Nevada, cenário da disputa de sábado, onde a grande comunidade mórmon pode ser decisiva.

O milionário Romney, que tenta ser o primeiro mórmon a governar os EUA, tem 15 pontos percentuais à frente de McCain, segundo pesquisa do Las Vegas Review-Journal, com margem de erro de 4,5 pontos percentuais.

As campanhas nesta fase se voltam mais para a Carolina do Sul, que realiza eleições primárias republicanas também no sábado, do que para Las Vegas. Investir nesse Estado, tradicionalmente pouco influente na disputa, foi uma decisão estratégica de Romney.

O outro único candidato que faz campanha em Nevada --Estado conhecido pela permissividade em relação ao jogo, o divórcio e a prostituição-- é o deputado Ron Paul, azarão na disputa.

Um assessor de Romney disse que ele participa de comícios em Nevada na sexta-feira e em seguida voa para a Califórnia, onde grava participação no programa de entrevistas de Jay Leno.

Está previsto o comparecimento de 30 mil a 40 mil eleitores no "caucus" (assembléia de eleitores) do Partido Republicano em Nevada.

O fato de ser mórmon pesa contra Romney em Estados evangélicos, como a Carolina do Sul e Iowa (onde ficou em terceiro), mas pode ser favorável em Nevada, onde os mórmons se instalaram em meados do século 19.

Cerca de 17 mil habitantes de Nevada, ou 6,8 por cento do total, são membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o nome oficial da denominação mórmon, que tem sede no vizinho Utah.