ACM Neto segue à frente em Salvador; em segundo, 3 empatam-Ibope

segunda-feira, 15 de setembro de 2008 21:22 BRT
 

SALVADOR, 15 de setembro (Reuters) - Com um ponto a menos que o registrado na sondagem anterior, o candidato ACM Neto (DEM) continua à frente na disputa para a prefeitura em Salvador, com 26 por cento das intenções de voto, segundo pesquisa Ibope divulgada na segunda-feira.

Embora tecnicamente o segundo colocado, Antonio Imbassahy (PSDB), com 18 por cento, esteja empatado com ACM Neto, a disputa pelo segundo lugar é confusa, envolvendo o próprio Imbassahy, Walter Pinheiro (PT), com 16 por cento, e João Henrique (PMDB), com 14 por cento.

A margem de erro da pesquisa é de 4 por cento.

Nenhum candidato subiu ou desceu fora da magem de erro. ACM Neto oscilou de 27 para 26 por cento, Imbassahy manteve os mesmos 18 por cento da pesquisa anterior, e Pinheiro passou de 13 para 16 por cento, mantendo tendência ascendente.

João Henrique, atual prefeito de Salvador, também oscilou um ponto, passando de 15 para 14 por cento. Hilton Coelho (PSOL) foi de 1 por cento para 3 por cento.

Ao tomar conhecimento dos números divulgados pela TV Bahia, que pertence à família Magalhães, o prefeito João Henrique manifestou descrença na pesquisa.

"Eu sempre prefiro não comentar as pesquisas do Ibope. Trata-se de um instituto que costuma errar mais do que acertar. Se o Ibope acertasse, o governador da Bahia hoje seria Paulo Souto e não Jaques Wagner, o governador do Rio Grande do Sul seria Germano Rigotto e não Yeda Crusius e por aí vai", disse o peemdebista por meio de sua assessoria.

Já o primeiro colocado ACM Neto comemorou o resultado. "A minha liderança está consistente, inclusive a vantagem sobre o segundo colocado. A pesquisa mostra que a minha intenção de votos é firme", disse ele ao site Política Livre.

Antonio Imbassahy lembrou que, na simulação de segundo turno, ele é o único capaz de derrotar ACM Neto. As simulações realizadas pelo Ibope apontam empate técnico entre os candidatos democrata e tucano - ACM Neto teria 34 por cento e Imbassahy, 33 por cento.   Continuação...