Suíça suspende exportação de armas para o Paquistão

quarta-feira, 14 de novembro de 2007 17:55 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - A Suíça anunciou na quarta-feira a suspensão das exportações de sistemas militares antiaéreos para o Paquistão, devido à crise política no país.

"Diante da presente situação no Paquistão, o Conselho Federal (suíço) decidiu suspender as licenças de exportação para os sistemas antiaéreos para o Paquistão até segunda ordem", disse nota oficial.

O presidente paquistanês, Pervez Musharraf, aliado do Ocidente e no poder desde o golpe de Estado de 1999, decretou estado de emergência em 3 de novembro, o que lhe permitiu suspender a Constituição, restringir a imprensa, prender opositores e proibir manifestações.

O governo suíço havia aprovado a exportação de 21 sistemas de defesa (inclusive munições), num valor de 136 milhões de francos (121 milhões de dólares), além de opção de exportar três outros sistemas por volta de 20 milhões de francos em dezembro do ano passado.

Até agora, foram entregues seis sistemas antiaéreos, avaliados em 38 milhões de francos.