Resposta do Irã a potências não atende exigências

terça-feira, 5 de agosto de 2008 15:49 BRT
 

Por Zahra Hosseinian e Sue Pleming

TEERÃ/WASHINGTON (Reuters) - O Irã não respondeu às exigências feitas por potências mundiais para que paralise a ampliação de seu programa nuclear, afirmou uma autoridade iraniana na terça-feira.

A falta de uma resposta clara pode impedir a realização de negociações plenas a respeito do assunto e levar à aprovação de sanções ainda mais rígidas contra o país islâmico.

O Irã entregou na terça-feira, a Javier Solana, chefe da área de relações exteriores da União Européia (UE), uma carta em resposta a uma oferta feita em junho por seis potências mundiais. Segundo a oferta, esses países abandonariam os esforços para impor mais sanções via Organização das Nações Unidas (ONU) se o governo iraniano deixasse de ampliar seu programa nuclear.

"Nós recebemos a carta", afirmou uma autoridade da UE à Reuters, em Bruxelas, sem fornecer maiores detalhes.

Um diplomata europeu disse à Reuters que o conteúdo da carta era "risível", mas não quis aprofundar-se no assunto.

Uma autoridade do Irã, também à Reuters, disse que a carta não respondia à demanda feita pelos países envolvidos nas negociações --EUA, China, Rússia, França, Grã-Bretanha e Alemanha.

"A carta entregue não é uma resposta ao pacote oferecido. A carta não menciona a questão do congelamento-em-troca-de-congelamento", disse a autoridade iraniana.

A aceitação da proposta vinha sendo descrita como uma precondição para a realização de negociações plenas.   Continuação...