Discurso de FHC sobre escolha de candidatos beneficia Alckmin

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 19:39 BRST
 

Por Carmen Munari

SÃO PAULO (Reuters) - Ao falar para uma platéia de vereadores tucanos, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta sexta-feira que as indicações de candidatos para prefeitos neste ano serão feitas pelas bases do PSDB e não pela cúpula.

Se implantada, a medida deve beneficiar o ex-governador Geraldo Alckmin em sua cruzada para disputar a prefeitura de São Paulo.

"Eu não tenho dúvida. Nós vamos voltar ao poder e 2008 é o primeiro passo da arrancada que vai chegar em 2010. E vamos unidos ao redor dos candidatos que vocês decidirem. Não é a cúpula que vai decidir", disse Fernando Henrique em discurso, referindo-se às eleições municipais deste ano e para governador e presidente daqui a dois anos.

Entre as principais queixas de integrantes do PSDB está o sistema de decisão partidária, concentrado em torno de um pequeno grupo. Além de FHC, compõem a cúpula os governadores José Serra (SP) e Aécio Neves (MG) e o senador Sérgio Guerra (PE), presidente da legenda.

Alckmin corre por fora e vem atraindo integrantes da base e das camadas intermediárias da legenda, mesma atuação de 2006, quando contrariou a direção, que queria Serra, e acabou escolhido candidato à Presidência da República.

"Ele só não será candidato se não quiser ser candidato", afirmou a jornalistas o deputado federal Mendes Thame, presidente do PSDB paulista.

Nesta tarde, Serra também afirmou que "se o Alckmin decidir ser candidato, ele será."

Thame descarta pressões de Serra para que a legenda abdique de uma candidatura em São Paulo e apóie o atual prefeito, Gilberto Kassab, do DEM. "Alckmin terá o respaldo do PSDB unido, sem nenhuma discussão."   Continuação...