BNDES quer garantir equipamentos para exploração do pré-sal

quinta-feira, 28 de agosto de 2008 14:30 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo está fazendo uma radiografia da cadeia produtiva do petróleo com o objetivo de garantir o fornecimento de equipamentos e matérias-primas necessários para a exploração da camada pré-sal.

O responsável pelo estudo é o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, que apresentará o levantamento aos demais integrantes da comissão interministerial que debate a possível mudança das regras do setor.

Coutinho já sabe que alguns equipamentos podem faltar. Tem também uma conta preliminar sobre o valor dos investimentos que terão de ser feitos pelos fornecedores da Petrobras e das outras empresas do segmento, mas recusou-se a revelá-lo, pois disse que os cálculos ainda estão incompletos.

"Estamos aprofundando, trabalhando como carne e osso com a Petrobras", declarou o presidente do BNDES a jornalistas depois da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, no Palácio do Planalto.

O pré-sal é uma faixa em águas ultraprofundas da costa brasileira que vai do Espírito Santo a Santa Catarina e que pode conter bilhões de barris de petróleo, colocando o Brasil entre os maiores produtores mundiais da commodity.

De acordo com Coutinho, a pesquisa é um detalhamento da política industrial do governo para o setor de petróleo, com a inclusão dos dados referentes ao pré-sal.

Segundo Coutinho, técnicos do BNDES e da Petrobras estão inclusive "abrindo" um navio sonda para descobrir como eles são feitos. Atualmente, explicou o presidente do banco estatal, só a Coréia tem a tecnologia necessária para construí-los.

A comissão interministerial deve entregar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva suas sugestões no fim de setembro. (Reportagem de Fernando Exman)