Especulações sobre vices de Obama e McCain mobilizam os EUA

terça-feira, 19 de agosto de 2008 17:20 BRT
 

Por John Whitesides

WASHINGTON (Reuters) - O mundo político dos EUA se agita na terça-feira com as especulações sobre quem serão os escolhidos para compor chapa com o democrata Barack Obama e o republicano John McCain.

Obama deve anunciar seu vice no fim de semana, pois a chapa precisa ser oficializada na convenção democrata da quarta-feira que vem, em Denver.

McCain tem uma semana a mais. Talvez faça o anúncio no dia 29, quando realiza um grande comício em Ohio, um Estado estratégico, na tentativa de ofuscar a indicação oficial de Obama, na véspera. Assessores nem confirmam nem desmentem o anúncio do vice nesse evento.

Nessa reta final, boatos, chutes e especulações diversas tomam conta de sites e debates na TV a cabo --para alegria dos comitês de campanha.

"Os candidatos querem alimentar as especulações com acenos, sinais e piscadelas para conseguir o máximo de visibilidade possível para o anúncio final", disse Doug Schoen, consultor do partido democrata.

Depois de semanas agindo com discrição nos bastidores, ambas as campanhas soltaram balões de ensaio para testar a reação da opinião pública a possíveis nomes.

Pelo lado de Obama, há três políticos mais cotados: o governador da Virgínia, Tim Kaine; o senador Evan Bayh, de Indiana; e o senador Joseph Biden, de Delaware.

Obama se reuniu com os três recentemente e incluiu uma proposta de Biden, relativa à ajuda para a reconstrução da Geórgia, em um discurso que fez na terça-feira para veteranos de guerras.

Pelo lado de McCain, os nomes mais cotados são: Tim Pawlenty, governador de Minnesota, Mitt Romney, ex-governador de Massachusetts; Rob Portman, ex-diretor de Orçamento do governo; Tom Ridge, ex-governador da Pensilvânia e ex-secretário de Segurança Doméstica.