OGX garante arrecadação recorde no leilão de blocos da ANP

terça-feira, 27 de novembro de 2007 14:41 BRST
 

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 27 de novembro (Reuters) - A oferta dos cinco primeiros setores na nona rodada de licitações de áreas de petróleo e gás do governo mostrou o grande apetite da estreante no setor, a OGX, do empresário Eike Batista, que com lances elevados garantiu um valor recorde de arrecadação em relação às rodadas anteriores.

Até o momento, o governo arrecadou cerca 1,6 bilhão de reais com a venda de 40 blocos dos 87 ofertados em cinco setores nas bacias de Campos, Espírito Santo, Pará-Maranhão, Paranaíba e Santos. Restam outros 9 setores para serem ofertados.

Vencida pela OGX em dois blocos na bacia de Campos, o primeiro setor ofertado, a Petrobras lamentou as perdas mas justificou o resultado pela disposição do oponente.

"Eles vieram forte e quando a empresa decide entrar de qualquer jeito fica sem comparação", conformou-se o gerente-executivo de Exploração e Produção da estatal, Francisco Nepomuceno.

"Na nossa avaliação o que oferecemos era o que valia o bloco", acrescentou ele.

A disputa entre as duas companhias foi mais forte no bloco C-M592 de Campos, um dos dois maiores lances até o momento no leilão onde a OGX ofertou 237 milhões de reais, enquanto a Petrobras em consórcio fez lance de 112,4 milhões de reais.

Um representante da OGX que não quis ser identificado disse que o alto valor demonstra a vontade da empresa em crescer no setor.

"Se fizemos oferta é porque tínhamos caixa", limitou-se a declarar.   Continuação...