January 1, 2008 / 7:38 PM / 10 years ago

Irã interrompe exportação de gás à Turquia, após corte turcomano

4 Min, DE LEITURA

Por Hossein Jaseb

TEERÃ (Reuters) - O Irã reduziu sua exportação de gás natural para a Turquia após o Turcomenistão interromper o fornecimento ao país, afirmou nesta terça-feira uma autoridade de Energia iraniana.

O ministro das Relações Exteriores do Turcomenistão disse que o corte das exportações é um medida temporária enquanto serviços de manutenção são feitos em um gasoduto. A autoridade iraniana disse esperar que o fornecimento do Turcomenistão seja restabelecido até o fim da semana.

Alguns meios de comunicação iranianos sugeriram que a interrupção pode estar ligada a uma disputa de preços.

A agência de notícias iraniana Fars afirmou que o país havia reduzido sua venda diária à Turquia em cerca de 75 por cento para 4 a 5 milhões de metros cúbicos devido à medida do Turcomenistão e às baixas temperaturas do inverno.

Autoridades iranianas disseram na segunda-feira que o Turcomenistão havia interrompido a entrega de até 23 milhões de metros cúbicos de gás ao Irã.

O Ministro das Relações Exteriores do Irã, Manouchehr Mottaki, disse ter pedido com veemência, por telefone, ao seu colega turcomano, que resolva os problemas técnicos.

"(A interrupção) é causada pela necessidade de reparos e serviços preventivos relacionados à operação do gasoduto", disse o ministério das Relações Exteriores do Turcomenistão em um comunicado. "É um processo tecnológico normal".

Em novembro, o Turcomenistão fechou um acordo para aumento de 30 por cento no preço do gás fornecido ao monopólio de exportação de gás da Rússia, Gazprom .

O vice-ministro iraniano das Relações Exteriores Mahdi Safari disse que o Irã e o Turcomenistão estavam discutindo preços "há algum tempo", mas que isso não está relacionado ao corte no fornecimento.

A Turquia, que está tentando se tornar um ponto de distribuição de energia regional, assinou um contrato de fornecimento com o Irã. Alguns países da União Européia estão preocupados porque o Irã é alvo de sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre seu programa nuclear.

Ankara também está envolvida no consórcio que planeja construir um gasoduto em Nabucco para levar gás do Cáspio para a Europa.

O consórcio, que inclui a austríaca OMV, a húngara MOL, a búlgara Bulgargaz e a romena Transgaz, já assegurou gás do Azerbaidjão mas também procura o Irã e o Turcomenistão como possíveis fornecedores da rota.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below