PF apreende 500 caminhões com madeira clandestina no Pará

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 17:19 BRST
 

Por Raymond Colitt

BRASÍLIA (Reuters) - A Polícia Federal apreendeu na quarta-feira o equivalente a 500 caminhões cheios de madeira retirada ilegalmente no Pará, numa das maiores operações já feitas contra o desmatamento na Amazônia.

A ação ocorre semanas depois da divulgação, em janeiro, de dados que apontavam para uma aceleração na destruição da Amazônia em relação a agosto, após três anos de declínio. A notícia provocou divisões no interior do governo federal.

Ambientalistas dizem que agropecuaristas compram por preços baixos as terras que são devastadas pelos madeireiros. O Ministério da Agricultura afirma que não há provas de ligação recente entre o desmatamento e o avanço da fronteira agrícola na Amazônia.

Cerca de 140 agentes invadiram oito serrarias no município de Tailândia, 280 quilômetros a sudeste de Belém. Eles confiscaram 10 mil metros cúbicos de madeiras tropicais extraídas ilegalmente, segundo Ivanette Motta, porta-voz do Ibama.

"É uma das maiores operações já feitas contra as serrarias", disse Motta.

Tailândia, com 140 serrarias, está no epicentro de uma intensa disputa por terras e recursos naturais na Amazônia, o que frequentemente envolve a ação de pistoleiros. É um dos municípios mais violentos do Brasil (em termos de mortes per capita), segundo dados oficiais recentes.

A polícia também destruiu 43 fornos usados para fazer carvão vegetal e deteve várias pessoas para interrogatórios.