Rice regressa ao Oriente Médio com poucos sinais de avanço

quinta-feira, 1 de maio de 2008 13:00 BRT
 

Por Arshad Mohammed

WASHINGTON (Reuters) - Com poucos resultados para mostrar, a secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice, realiza neste fim de semana sua quarta visita a Israel e aos territórios palestinos desde a conferência de paz de Annapolis, realizada em novembro.

Viajando antes da visita a ser feita pelo presidente norte-americano, George W. Bush, entre os dias 13 e 18 de maio --Bush pretende ir a Israel, à Arábia Saudita e ao Egito--, Rice partiu de Washington na quinta-feira e se reunirá com autoridades dos dois lados a fim de avaliar o estágio das negociações de paz.

Seus esforços, porém, acontecem em meio a poucos sinais visíveis de progresso.

Autoridades norte-americanas e analistas manifestaram descrédito sobre a viagem da secretária, que começa em Londres, na sexta-feira, quando Rice deve realizar negociações com vistas a reavivar a economia dos territórios palestinos, controlar o programa atômico de Israel e dar apoio à recém-declarada independência de Kosovo.

A secretária dirige-se então para Jerusalém e para a Cisjordânia a fim de reunir-se, no sábado e no domingo, com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, e assessores dos dois.

"Tudo isso são esforços realizados nos bastidores. Rice não falará muita coisa em público. Ela está tentando fazer com que os dois lados discutam as questões centrais e que avancem a respeito delas", afirmou uma importante autoridade dos EUA que não quis ter sua identidade revelada.

Entre suas várias atividades, a secretária, segundo essa autoridade, avaliaria "o quão ativa precisará ser ao apresentar suas próprias idéias para os dois lados envolvidos a fim de que o processo dê um passo adiante."

O governo Bush tem optado por não circular sugestões próprias com vistas a fazer os dois lados superarem suas diferenças, preferindo deixar que trabalhem esses pontos em contato direto um com o outro.   Continuação...

 
<p>A secret&aacute;ria de estado norte-americana, Condoleezza Rice,  em Washington, 29 de abril. Photo by Larry Downing</p>