Hamas alerta para "explosão" se fronteira ficar fechada

terça-feira, 8 de abril de 2008 10:06 BRT
 

Por Nidal Al Mughrabi

GAZA (Reuters) - Um dirigente do grupo islâmico Hamas alertou na terça-feira que a fronteira da Faixa de Gaza com o Egito pode ser novamente violada e que haverá uma "explosão" se a passagem continuar interditada por Israel.

"Digo claramente que todas as opções estão em aberto. O que está vindo será maior do que o que aconteceu no passado, não só nas fronteiras com o Egito, mas em outras áreas também", disse Khalil Al Hayya a jornalistas.

Em janeiro, militantes do Hamas abriram um rombo na cerca que divide a Faixa de Gaza do Egito, na localidade de Rafah, para que centenas de milhares de palestinos pudessem ir fazer compras no outro lado, burlando assim o bloqueio econômico israelense. A fronteira passou dez dias aberta.

Hayya disse que o bloqueio econômico imposto desde que o Hamas assumiu o controle do território, em junho, equivale "à pena de morte sendo lentamente executada contra 1,5 milhão de pessoas na maior prisão da história".

"Pedimos a todas as partes envolvidas que intervenham para romper o cerco. Ou alertamos para uma explosão iminente e sem precedentes caso o cerco continue", afirmou.

Israel mantém o bloqueio como parte de sua política de isolar politicamente o Hamas e buscar o diálogo com o presidente Mahmoud Abbas, da facção laica Fatah.

Os líderes israelenses prometem evitar uma crise humanitária, mas já disseram que a população de Gaza não deve esperar normalidade enquanto militantes continuarem disparando foguetes da Faixa de Gaza contra o sul de Israel.

 
<p>Palestinos caminham ao longo da fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito. Um dirigente do grupo isl&acirc;mico Hamas alertou que a fronteira da Faixa de Gaza com o Egito pode ser novamente violada e que haver&aacute; uma 'explos&atilde;o' se a passagem continuar interditada por Israel. Photo by Ibraheem Abu Mustafa</p>