Hillary pode não vencer eleição, mas continua a ter seus fãs

quinta-feira, 29 de maio de 2008 15:12 BRT
 

Por Thomas Ferraro

RAPID CITY, EUA (Reuters) - Hillary Clinton, pré-candidata do Partido Democrata à Presidência dos EUA, lembra um boxeador nos últimos rounds de um combate que vale título --enquanto muitos fãs a aplaudem, vendo nela uma lutadora incansável, outros acusam-na de ser uma desmancha-prazeres a quem restaria unicamente jogar a toalha.

Em comícios dos quais participam em sua maioria mulheres, particularmente as de mais idade, que ainda se lembram dos preconceitos sofridos no começo de suas vidas, Hillary é celebrada como uma heroína por sua tentativa de chegar à Casa Branca, mesmo que suas chances hoje pareçam ser quase nulas.

"Talvez ela não se transforme na primeira mulher a comandar o país, mas terá ajudado a abrir caminho para outras", afirmou Becky Bird, que trabalha para o Poder Judiciário de Montana. "Ela mostrou que as mulheres conseguem competir nesse nível."

"Isso é quase mágico, mitológico", disse Julie Volimas, de Rapid City, que faz mestrado em psicologia. "Ela está realizando um sonho da qual muitas de nós compartilhamos."

Em meio aos gritos de "Hillary, Hillary", a pré-candidata vem fazendo campanha nesta semana em Montana e em Dakota do Sul, onde se realizam na próxima terça-feira as últimas prévias do Partido Democrata, colocando fim a cinco meses de votações e talvez à disputa pela vaga da legenda.

O pré-candidato Barack Obama, que lidera as prévias com uma vantagem insuperável em número de delegados eleitos para a convenção democrata de agosto, vem atraindo multidões cada vez maiores a seus comícios e já se comporta, muitas vezes, como o adversário do republicano John McCain nas eleições gerais de novembro.

Por se recusar a reconhecer a derrota, Hillary deixou indignados alguns democratas para os quais a pré-candidata estaria exagerando e poderia alimentar divisões dentro da própria legenda.

Depois de comício realizado em Rapid City, na quarta-feira, Hillary afirmou ter ouvido muitos apelos para que continuasse com sua campanha.   Continuação...

 
<p>Hillary pode n&atilde;o vencer elei&ccedil;&atilde;o, mas continua a ter seus f&atilde;s. Hillary Clinton, pr&eacute;-candidata do Partido Democrata &agrave; Presid&ecirc;ncia dos EUA, lembra um boxeador nos &uacute;ltimos rounds de um combate que vale t&iacute;tulo. 26 de maio. Photo by Ana Martinez</p>