2 de Abril de 2008 / às 14:10 / 9 anos atrás

ANÁLISE-McCain conseguirá vencer se EUA entrarem em recessão?

<p>O candidato republicano &agrave; presid&ecirc;ncia dos EUA, John McCai, discursa na Academia Naval norte-americana de Annapolis. Photo by Jason Reed</p>

Por Ed Stoddard

DALLAS, Estados Unidos (Reuters) - Se a economia norte-americana entrar em recessão, o candidato do Partido Republicano à Presidência do país, John McCain, terá chances de vencer a eleição de novembro?

Analistas e historiadores consideram a hipótese improvável --basta perguntar a Jimmy Carter e a Herbert Hoover, presidentes que deixaram escapar suas chances de reeleição nos anos de 1980 e 1932, respectivamente, em meio a um panorama econômico sombrio.

As crises anteriores significaram o fim das esperanças de vitória tanto para presidentes que tentavam a reeleição quanto para os candidatos de seu partido à Casa Branca. Os efeitos podem perdurar até depois do final da recessão, conforme descobriu George H. W. Bush ao ser derrotado por Bill Clinton em 1992.

Uma exceção foi a bem-sucedida campanha de reeleição de Harry Truman, em 1948, que ocorreu pouco após uma recessão ter começado a ser sentida. No entanto, esse é considerado um dos resultados eleitorais mais inesperados da história dos EUA.

A economia é um assunto que toca todos os eleitores e, portanto, todos possuem uma opinião a respeito, o que faz da questão um elemento central nos pleitos.

No ano passado, a economia norte-americana cresceu 2,2 por cento, sua menor taxa de expansão desde 2002, e muitos economistas prevêem uma recessão neste ano à medida que a crise do mercado imobiliário espalha-se.

Uma recessão acontece quando se registram pelo menos dois trimestres consecutivos de crescimento econômico negativo ou de contração.

Isso sugere que a eleição de novembro deve estar no papo para quem quer que saia vencedor da disputa pela vaga do Partido Democrata no pleito nacional, seja Hillary Clinton ou Barack Obama. Isso porque o presidente George W. Bush e o Partido Republicano, ao qual pertence, devem ser amplamente responsabilizados pelas dificuldades econômicas a serem enfrentadas pelos norte-americanos.

"Um mau desempenho da economia deve ajudar o candidato democrata por alguns motivos. Bush está no poder e é republicano. E as pessoas tendem a responsabilizar o presidente e o partido dele por seus problemas econômicos", disse Andrew Kohut, presidente do Pew Research Center, um instituto de pesquisa.

"O Partido Democrata tamb'em tem a fama de administrar melhor as questões econômicas", acrescentou.

Uma pesquisa realizada entre os dias 19 e 22 de março pelo Pew, durante a qual foram entrevistados 1.503 norte-americanos do país todo, descobriu que apenas 11 por cento deles consideravam a economia excelente ou boa. No começo de fevereiro, essa cifra era de 17 por cento; e em janeiro, de 26 por cento.

Os norte-americanos mostraram-se menos pessimistas a respeito de sua situação particular. Cerca de 47 por cento consideravam sua situação financeira excelente ou boa, enquanto 51 por cento classificaram-na de ruim ou regular.

Alguns analistas, no entanto, dizem que a forma como se vê a economia em geral possui mais influência sobre a votação do que a forma como se vê a situação financeira pessoal.

"As pessoas importam-se com seu bolso, mas as pesquisas mostram que as pessoas votam pensando mais no estado geral da economia e menos em sua situação pessoal", afirmou David Epstein, professor de ciências políticas da Universidade Columbia.

De toda forma, os EUA talvez tenham de aguardar até depois da eleição para saber se sua economia está ou não em recessão. Mas o passado sugere que uma retração, ainda que passageira, se traduziria em notícias ruins para McCain.

Reportagem adicional de Alan Elsner e Emily Kaiser

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below