Presidente da Colômbia pede paciência nas negociações com Farc

quarta-feira, 7 de novembro de 2007 14:38 BRST
 

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, voltou a pedir nesta quarta-feira paciência nas negociações, mediadas pelo presidente venezuelano, com a maior guerrilha esquerdista colombiana pela libertação de um grupo de reféns sequestrados há anos.

O presidente Hugo Chávez anunciou no domingo que representantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estão na Venezuela e que vai se reunir com eles para tentar chegar a um acordo para a libertação de 49 reféns, entre eles a ex-presidenciável colombiana Ingrid Betancourt.

Uribe autorizou no fim de agosto a intervenção de Chávez na questão junto com a senadora do Partido Liberal Piedad Córdoba, umas das maiores críticas do governo Uribe.

"Deixemos que eles façam um trabalho prudente, e tomara que eficaz, generosamente oferecido pelo presidente Chávez e pela senadora Piedad Córdoba. Tenhamos paciência e deixemos que as coisas transcorram com tranquilidade", disse o presidente a jornalistas.