Diretor da PETROBRAS diz que estudo sobre Carioca sai em 3 meses

terça-feira, 15 de abril de 2008 18:05 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 15 de abril (Reuters)- A área de Carioca, na bacia de Santos, ainda está em fase de avaliação e uma análise mais precisa sobre o potencial da região localizada na camada do pré-sal só estará pronta em três meses, afirmou nesta terça-feira o diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella.

"Temos procedimentos técnicos que só nos permitem começar a especular sobre estimativas depois da análise concreta. Em três meses, talvez, a gente possa já ter as primeiras condições concretas de começar a pensar em estimativas", disse Estrella a jornalistas em Brasília, após participar de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

O diretor evitou críticas ao diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que divulgou na segunda-feira a possibilidade do campo de Carioca ter reservas de 33 bilhões de barris de óleo equivalente.

"Não cabe a mim julgar se os outros foram afoitos ou não. Temos que nos basear em procedimentos técnicos na Petrobras", acrescentou o executivo.

O Ministério Público Federal do Rio abriu um procedimento administrativo para saber se houve ilegalidade ou irregularidade no anúncio feito por Haroldo Lima, ao mesmo tempo que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) criticou o diretor e disse que vai "analisar mais detidamente se haverá outras providências a tomar".

(Texto de Denise Luna; Edição de Camila Moreira)