O que espera os derrotados na disputa pela Casa Branca

terça-feira, 25 de março de 2008 12:13 BRT
 

Por Thomas Ferraro

WASHINGTON (Reuters) - Uma pode se tornar a primeira mulher a comandar a bancada majoritária no Senado dos EUA. O outro é relativamente jovem e ainda pode disputar novamente a Presidência. O terceiro deve simplesmente retomar suas atividades parlamentares e se aposentar dentro de dois anos. São essas as principais opções para os derrotados na eleição presidencial norte-americana de novembro.

John McCain já está definido como o nome republicano na eleição. Entre os democratas, a disputa continua acirrada entre os senadores Hillary Clinton, de 60 anos, e Barack Obama, de 46.

McCain, que completa 72 anos em agosto, seria a pessoa mais velha a ser eleita para um primeiro mandato presidencial nos EUA, Hillary seria a primeira mulher a governar o país, e Obama seria o primeiro presidente norte-americano negro, e também um dos mais jovens.

"Os três enfrentam situações muito diferentes, mas em cada caso precisam demonstrar alguma graça caso percam --ou então estarão em apuros", disse James Thurber, do Centro para Estudos Parlamentares e Presidenciais da Universidade Americana.

O primeiro teste será com que rapidez conseguirão superar a frustração pela derrota. O que não é fácil.

Pela primeira vez na história, o confronto se dará entre dois senadores. O último senador eleito presidente foi John Kennedy, em 1960.

Hillary, senadora por Nova York, e Obama, senador por Illinois, vêm se digladiando. Mas o derrotado terá a obrigação de apoiar o vencedor com entusiasmo, segundo vários acadêmicos e senadores ouvidos.

Se a ex-primeira-dama Hillary admitir a vitória de Obama e se empenhar na campanha dele, pode ser recompensada pelo partido e indicada para liderar o Senado.   Continuação...