4 de Março de 2008 / às 12:56 / 9 anos atrás

SAIBA MAIS-Cenários possíveis nas prévias desta 3a nos EUA

4 de março (Reuters) - O democrata Barack Obama chega às prévias desta terça-feira das eleições presidenciais norte-americanas embalado por 11 vitórias consecutivas nas prévias democratas e em situação de empate técnico com Hillary Clinton nas pesquisas no Texas e em Ohio.

Entre os republicanos, as pesquisas apontam ampla vantagem do senador John McCain, que já está praticamente assegurado como candidato do seu partido na eleição de novembro.

A seguir, alguns cenários possíveis na disputa presidencial norte-americana:

VITÓRIA DE OBAMA NO TEXAS E EM OHIO

Com vitórias nos dois Estados, o senador teria a indicação praticamente assegurada. Ele manteria a sequência de triunfos, ampliaria a vantagem na contagem de delegados e ficaria com uma aura de invencibilidade. Os chamados "superdelegados", que podem votar em quem quiserem, olhariam essa tendência e iriam debandar para o seu lado. Embora ainda restem vários Estados por votar, a vitória de Hillary se tornaria extremamente difícil.

VITÓRIA DE HILLARY NO TEXAS E EM OHIO

A campanha dela voltaria aos trilhos. Ela terá quebrado a série invicta de Obama e consolidará a impressão de que se sai bem nos grandes Estados --já venceu na Califórnia, Nova York e Nova Jersey--, o que é vital para os democratas nas eleições gerais. A arrecadação de recursos, que vinha minguando, ganhará novo fôlego e os superdelegados não devem debandar para o lado de Obama.

Mas, caso Hillary não obtenha vitórias esmagadoras, Obama teria como conquistar muitos delegados, já que sua distribuição é proporcional à votação. Nesse caso, a senadora continua no páreo, mas ainda em desvantagem.

VITÓRIA DE HILLARY EM UM ESTADO E DE OBAMA EM OUTRO

A maioria dos analistas acha que esse cenário beneficia Obama. Ele manterá sua liderança na contagem de delegados e mostraria que também é capaz de vencer num Estado grande. Mas Hillary terá interrompido a série invicta do rival e poderá levar sua candidatura até a Pensilvânia, que vota em 22 de abril, e onde a composição demográfica é similar à de Ohio. Seja como for, ela terá de rever sua candidatura.

VITÓRIA EXPRESSIVA DE MCCAIN

Bons resultados para John McCain podem levá-lo para muito perto do "número mágico" de 1.191 delegados na convenção, o suficiente para assegurar matematicamente a indicação republicana na convenção em setembro. Dependendo da forma de fazer a contagem, McCain poderia até mesmo superar esse número na terça-feira. Devido a maneira que os republicanos estruturaram a votação desta terça-feira, será muito difícil que Huckabee consiga pouco mais que um punhado de delegados.

Reportagem de Joanne Allen

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below